Goiânia, quinta, 25 de maio de 2017
04/06/16 82729 visualizações

Justiça derruba aposentadoria de Valéria Perillo





O Tribunal de Justiça de Goiás deferiu o pedido do Ministério Público e suspendeu, liminarmente, a vultosa aposentadoria que o governador Marconi Perillo deu para a primeira-dama, Valéria Perillo. O benefício, que foi aprovado pela base governista na Assembleia Legislativa, foi considerado pela juíza Zilmene Gomide da Silva como algo “infundado”. 

Segundo a magistrada, “não há qualquer justificativa jurídica para tal medida”. Valéria ganhou um cargo efetivo e bem remunerado na Assembleia sem nunca ter prestado um concurso público. Pouco tempo depois ela pediu afastamento do trabalho para se dedicar à função de primeira-dama.

Praticamente sem nunca ter trabalhado na vida – o que é comum no histórico do casal – a esposa do governador acabou contemplada com a aposentadoria dos sonhos de muitos servidores públicos concursados no Estado. Os aliados de Marconi que defendem o privilégio, por outro lado, garantem que Valéria foi enquadrada nos parâmetros da meritocracia... do tipo familiar. 

 

Leia mais:

Marconi recorre para manter aposentadoria de Valéria

Vilmar Rocha: “Anotem: base aliada não vai unir no primeiro turno”

Faroeste: Explosões de caixas deixam cidades sem serviços bancários

Crias de Marconi, pré-candidatos da base afundam nas pesquisas

Marconi tem obrigação de repor data-base dos servidores, diz Nelto

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias