Goiânia, segunda, 27 de fevereiro de 2017
16/06/16 45304 visualizações

Governo recorre e Valéria Perillo consegue reaver aposentadoria





Em liminar, o desembargador Ney Teles de Paula, derrubou a decisão da juíza Zilmene Gomide da Silva que anulava a aposentadoria da primeira-dama Valéria Perillo. A decisão foi em resposta a recurso apresentado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Ney Teles de Paula é o mesmo desembargador que anulou a decisão do juiz Ricardo Prata, que pedia para o governo de Goiás a retirada imediata dos soldados do Simve das ruas. O desembargador manteve o Simve, o Ministério Público recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF), onde Estado obteve a derrota definitiva, além de ter virado motivo de chacota entre os ministros.

Destino parecido deve ter a primeira-dama Valéria Perillo, que aposentou como assistente administrativo da Assembleia Legislativa de Goiás, em novembro de 2015. Tendo ingressado como servidora pública em junho de 1986, sem prévia aprovação em concurso público. O Ministério Público mais uma vez e barrar a aposentadoria no STF.

 

Leia mais:

Inédito! A primeira-dama que se aposentou por trabalho voluntário

Sem trabalhar há 16 anos, Valéria Perillo ganha aposentadoria

Justiça derruba aposentadoria de Valéria Perillo

Piada: Ana Carla fala em frustração de R$ 433 milhões na receita

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias