Goiânia, quinta, 25 de maio de 2017
06/01/17 5816 visualizações

Vigilantes penitenciários anunciam paralisação para dia 9 de janeiro



Divulgaçao

Vigilantes Penitenciários Temporários de Goiás fazem paralisação a partir desta segunda-feira, 09, contra os desmandos cometidos pelo governador Marconi Perillo (PSDB), com a categoria. O GoiásReal já alertou que o Estado corre o risco de assistir a uma tragédia como a ocorrida em Manaus, graças à política de sucateamento da Segurança, implantada pelo tucano. De acordo com os vigilantes, o movimento vai durar até Marconi revogar a diminuição do adicional Risco de vida, que foi reduzido em 30%.

Serão paralisados os serviços de escolta para o Fórum, Cobal (dia em que os presos recebem as famílias, com mantimentos pessoais, comida e itens de higiene), visitas de advogados, serviços cartorários e visitas assistidas. Apenas a escola para hospital será mantida, conforme informações repassadas ao site.

O grupo pede equiparação salarial, uma vez que tem salário inferior ao dos vigilantes efetivos (leia aqui), a manutenção do valor do Risco de Vida, aumento do tempo de contrato, melhores condições de trabalho, bem como melhoria do armamento e dos equipamentos de Segurança.

A paralisação ocorre depois que o governador reduziu o risco de vida dos vigilantes e reduziu o salário da categoria, que já é baixo. Marconi também se recusa a convocar os servidores aprovados em concurso de 2014. O tucano só aceita convocar 326 servidores aprovados no concurso se o Ministério Público de Goiás (MP/GO) desistir das centenas de ações movidas contra o governo.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias