Goiânia, segunda, 27 de fevereiro de 2017
12/01/17 5227 visualizações

Educação: Sindicato condena fechamento de subsecretarias



Rodrigo Cabral / Divulgação

O Sindicato da Educação de Goiás (Sintego) condenou, por meio de nota, a decisão do governo estadual de fechar 25 subsecretarias regionais de educação espalhadas por todo estado. Para o sindicato, a decisão é uma afronta a todos os trabalhadores da Educação em Goiás e também contra alunos e pais.

O Sintego afirma que a decisão nada mais é do que uma tentativa do governador Marconi Perillo (PSDB) e da secretária da Educação de Goiás, Raquel Teixeira, de provocar o desmonte da escola pública e o aniquilamento do funcionalismo público de Goiás.

“Já não bastasse negar os direitos básicos aos trabalhadores, com o fechamento das subsecretarias, o Governo provocará o acúmulo de trabalho para os servidores o que, certamente, prejudicará a prestação dos serviços à comunidade. Vale lembrar que toda essa mudança arbitrária provocará o aumento das despesas dos servidores que terão que se deslocar para outras subsecretarias que estiverem lotados para cumprir a carga horária a qual lhe compete. Como os trabalhadores arcarão com tantos prejuízos?”, questiona a nota.

A nota deixa claro que o sindicato irá buscar reuniões com os servidores e professores prejudicados para discutir uma reação ao que considerou um “desrespeito do governador”, a qual poderá ser, inclusive, uma greve ou paralisação.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias