Goiânia, segunda, 21 de agosto de 2017
09/06/17 14965 visualizações

Cilada: lugares dos radares nas rodovias estaduais são secretos



Foto: Divulgação

O governador Marconi Perillo (PSDB) inaugurou anteontem o Centro de Controle, Operação e Fiscalização das rodovias (CCOF), uma central de videomonitoramento que multa, 24 horas por dia, todo o tráfego em todas as saídas e entradas de Goiânia. Os locais das câmeras, no entanto, são secretos. Ou seja, o motorista nem sabe em que lugar pode ser multado.

Agora será possível multar um mesmo motorista até oito vezes num mesmo segundo, detectando falhas na direção, cinto de segurança, posição das crianças no carro, uso de telefone celular ao volante, IPVA atrasado, origem do automóvel, excesso de velocidade, estacionamento irregular no acostamento etc.

Na prática, o governo goiano institucionaliza e aperfeiçoa a indústria da multa. A meta do Estado é multar cerca de 200 mil motoristas apenas em 2017. Já estão em vigor o monitoramento nas GO-020, trecho BR-153-Autódromo; GO-040, Goiânia-Setor Madre Germana; GO-060, Goiânia-Trindade e GO-403, Goiânia-Senador Canedo. São 35 câmeras registrando em tempo real as infrações de trânsito. Em breve, novas vinte rodovias serão contempladas com o videomonitoramento.

Big Brother
No total, 35 câmeras instaladas nestes segmentos fazem o monitoramento do trânsito 24 horas/dia, coordenadas diretamente da Central, que funciona na Agetop. A Central já possibilita aos técnicos fiscalizar a obediência às leis de trânsito, tais como falta do uso do cinto de segurança, uso do celular à direção, retorno e estacionamento em local proibido, além do registro de flagrantes de acidentes. As câmeras possuem giro de eixo de 360º e aproximação por zoom de até 20 vezes, para captar quaisquer acontecimentos dentro dos carros ou nas pistas, acostamentos e faixas de domínio.

Os registros serão utilizados para ações futuras de intervenções na pista e estudos de modernização da malha rodoviária estadual. O acesso às cenas das câmeras é exclusivo da Agetop e do Comando de Policiamento Rodoviário (CPRv). Os registros serão armazenados por até 30 dias.

Já o Centro de Controle, Operação e Fiscalização é o responsável, na Agetop, por receber as imagens dos veículos autuados por excesso de velocidade nos pontos de monitoramento eletrônico nas rodovias estaduais. O Centro recepciona as imagens em vários ângulos, valida e encaminha ao Detran-GO para autuação no sistema.

Com esses novos equipamentos, quatro tipos de equipamentos fazem a fiscalização da velocidade na malha estadual: 190 faixas de barreiras eletrônicas, 59 faixas de radares fixos, 30 radares estáticos (utilizados no projeto Paz na Estrada) e 24 radares portáteis tipo pistolas (utilizados pelo Comando de Policiamento Rodoviário). Mais centenas de equipamentos de fiscalização serão instalados até o fim do ano.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias