Goiânia, segunda, 21 de agosto de 2017
13/06/17 3344 visualizações

Empresa para de fornecer tornozeleiras depois de calote do governo





Sem receber do governo de Goiás há nove meses, a empresa Spacecom, que faz o serviço de monitoramento de 924 presos com tornozeleira eletrônica, decidiu suspender o serviço a partir de segunda-feira (12), segundo reportagem do jornal O Popular. A dívida já esteve em mais de R$ 4 milhões, segundo a reportagem.

Com a interrupção do serviço, a tendência é que o Estado fique ainda mais perigoso, já que,só a empresa acessa os dados do monitoramento. Por causa da dívida, a Spacecom informou que só vai liberar o acesso após a negociação dos débitos.

O descaso com a segurança pública é tão grande que a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) foi procurada pelo O Popular, mas não mostrou interesse em se posicionar sobre o calote.

Nunca é demais lembrar que o promotor Fernando Krebs, do Ministério Público do Estado de Goiás, entrou com pedido na Justiça para que o Estado seja proibido de contratar shows artísticos e de gastar com propaganda até que o déficit de tornozeleiras, que atualmente está em mais de mil unidades, seja sanado. 

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias