Goiânia, quarta, 13 de dezembro de 2017
10/08/17 1225 visualizações

Marconi busca mais um empréstimo com governo federal





Começa a fazer sentido toda a insistência do governador Marconi Perillo (PSDB) em defender o presidente Michel Temer (PMDB), que tem o menor índice de aprovação na história do Brasil. Segundo a coluna Giro, do jornal O Popular, o tucano irá tratar nesta quinta-feira (10) de um empréstimo de R$ 1 bilhão com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, recurso que já teria sido autorizado pelo peemedebista.

Com essa informação, ficam claras duas situações. A primeira é que a situação financeira do Estado, que já não é boa, vai ficar ainda pior para o próximo governador. Ao longo de seus mandatos, Marconi usou e abusou de empréstimos do governo federal, deixando Goiás cada vez mais endividado.

A segunda é que o Goiás na Frente, criado exclusivamente para ser uma campanha antecipada de Marconi e do vice José Eliton (PSDB), já deve ter consumido todos os recursos da privatização da Celg. Por isso, o tucano está desesperado para conseguir mais um empréstimo, já que, sem dinheiro para cooptar prefeitos, a situação da base aliada para a eleição de 2018 ficaria bastante complicada.

Por fim, fica evidente também a intenção de Marconi ao ser um dos únicos defensores da permanência de Temer no poder. Para defender o peemedebista, o governador foi contra até um dos seus principais aliados dentro do PSDB, que é o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Alckmin é um dos principais defensores do desembarque tucano da gestão de Temer. Marconi, porém, sabe que precisa dos empréstimos para tocar o Estado. Por isso, não resta alternativa senão morrer abraçado com o peemedebista.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias