Goiânia, tera, 17 de outubro de 2017
05/10/17 702 visualizações

Depois de festa, Marconi golpeia empresários e quer aumentar impostos





Depois de receber festa no Palácio das Esmeraldas em agradecimento à suposta articulação em favor da convalidação dos benefícios fiscais em Goiás (o que, na verdade, foi uma batalha dos senadores goianos no Congresso Nacional), o governador Marconi Perillo (PSDB) acusou o golpe: quer aumentar impostos em Goiás para poder arrecadar mais.

Nos bastidores, o comentário é de que o pedido do Tribunal de Contas do Estado (TCE-GO) para que a Secretaria da Fazenda reveja a política de renúncia fiscal praticada por Goiás tem os dez dedos do governador.

Isso porque o órgão, comandado por aliados, age em consonância com o tucano. Segundo o conselheiro Sebastião Tejota no jornal O Popular, “atualmente a renúncia é a maior do Brasil, superando Estados como São Paulo”. O Estado teria 30 dias para tomar a providência e reduzir a renúncia fiscal em pelo menos 12,5%.

Além disso, é sabido que o governo, depois de falir o Estado, tenta meios desesperados para arrecadar dinheiro e tentar dar uma sobrevida ao seu combalido governo. A ideia é que, se não conseguir eleger o seu sucessor pelo desgaste do seu governo, que ao menos consiga alcançar o Senado.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias