Goiânia, tera, 17 de outubro de 2017
05/10/17 1970 visualizações

Falta de energia, prejuízos e conta alta: resultado da venda da Celg





Apesar da promessa do governador Marconi Perillo (PSDB) e de seu vice José Eliton (PSDB) de que haveria melhorias na qualidade dos serviços de energia com a venda da Celg, a realidade para os goianos é bem diferente. O Bom Dia Brasil veiculou matéria hoje (https://globoplay.globo.com/v/6195937/) do que chamou de “mega prejuízo que está acontecendo em Goiás com as quedas prolongadas no fornecimento de energia”.

Um dos casos ilustrados foi de um pecuarista de Palmeiras de Goiás que ficou 36 horas sem energia e perdeu 4 mil litros de leite. Em protesto, ele jogou o leite estragado em frente à sede da companhia na cidade. Outro comerciante, de Goiânia, denunciou que a Celg chega a demorar até 16 horas para restabelecer a energia depois da queda.

Como se não bastasse a queda da qualidade no fornecimento, a conta de energia em Goiás deve subir até 15% em média este mês devido ao reajuste anual.

Como presidente da Celg, José Eliton foi um dos grandes incentivadores para que a Celg fosse privatizada. Hoje ele usa os escassos recursos da venda para percorrer o Estado com o programa Goiás na Frente e tentar se viabilizar como candidato.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias