Goiânia, sbado, 18 de novembro de 2017
10/11/17 806 visualizações

Absurdo: Marconi usa no Vapt Vupt verba para evitar crise hídrica





Ficou bem mais fácil descobrir quem é o culpado pela crise hídrica que assola nosso Estado neste ano. Reportagem de O Popular mostra com todas as letras o descaso com o meio ambiente do governador Marconi Perillo (PSDB), que vai usar recursos que seriam destinados a investimentos em cursos d´água como garantia para a privatização de unidades do Vapt Vupt.  

A informação é escandalosa e mostra bem como a água é tratada por Marconi e seus auxiliares. Como de costume, a decisão de usar o dinheiro para bancar privatizações foi feita por baixo dos panos, em decreto publicado no Diário Oficial na última segunda-feira (6).

O governo trata a questão com naturalidade, já que não tem compromisso nenhum com a população, mas o Ministério Público do Estado de Goiás classificou o caso como absurdo.

Coordenador do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente (Caoma), Delson Leone Júnior, afirma que o decreto já está em debate entre os promotores. “É um absurdo, porque na atual crise ambiental que nós vivemos, todos os recursos relacionados a essa temática tinham de ser destinados à recuperação ambiental”, afirmou.

A falta de noção do governo Marconi fica bem clara na resposta do superintendente de Recursos Hídricos da Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima), Alexandre Kepler. “Não fez muita diferença”, disse ele, que confirmou também que o recurso não chega na pasta para ser investido.

Segundo as contas de O Popular, só em 2016 foram R$ 74,2 milhões que poderiam ter sido investidos para evitar a crise hídrica. De acordo com Kepler, porém, a decisão de tirar o dinheiro da água e colocar na privatização do Vapt Vupt foi de Marconi Perillo.

De acordo com ele, a pasta não foi consultada antes de decisão do governo publicada em Diário Oficial na última segunda-feira. “São decisões tomadas pela governadoria. A gente não foi consultado para isso”, disse ele ao jornal.

Vale lembrar que para privatizar o Vapt Vupt, o governo estadual vai pagar R$ 13,5 milhões por ano à empresa que vencer nos primeiros cinco anos. Depois, o valor sobe para R$ 18,2 milhões. 

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias