Goiânia, sbado, 18 de novembro de 2017
11/11/17 661 visualizações

Nem os aliados aguentam: emendas parlamentares estão dois anos atrasadas





Não está fácil para o vice-governador José Eliton (PSDB) assumir o Estado com o abandono de Marconi Perillo (PSDB) das suas funções de governador. Atualmente, o vice sofre pressão dos deputados estaduais governistas, que estão cansados de defender o indefensável governo Marconi, mas que não ganham nada em troca. As emendas parlamentares, por exemplo, estão dois anos atrasadas em alguns casos, é o que revela a edição deste sábado do jornal O Hoje.

Com a redução dos incentivos fiscais, o governo estima em até R$ 800 milhões a mais no orçamento de 2018, mas a cobrança dos deputados estaduais está pesada. Ciente da necessidade de reforçar o caixa, Eliton usa o velho discurso de pedir compreensão para os deputados.

“No momento atual, é preciso ter a compreensão dos parlamentares para termos um orçamento real e exequível”, afirmou ele, em sua linguagem quase incompreensível.  

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias