Goiânia, tera, 12 de dezembro de 2017
28/11/17 3425 visualizações

Urgente! Rombo fiscal da gestão Marconi dispara e atinge R$ 1,15 bi





O governador Marconi Perillo (PSDB) pediu autorização à Assembleia Legislativa, para auterar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO 2017), que previa superávit de R$ 212,834 milhões para um rombo de R$ -506,681 milhões. (Veja aqui). 
 
O valor corresponde a diferença entre a receita e a despeza no Estado. No texto, o governo admitite que o rombo acumulado no exercício 2017 ficará em R$ 1,150 bilhões, fruto de restos a pagar de anos anteriores operando no vermelho e operações de crédito. 

O projeto de lei solicita aos deputados mudança sobre as diretrizes orçamentárias e pede autorização para que o governo consolide o resultado negativo. 

Apesar de anunciar que o Porgrama Goiás na Frente era desenvolvido com recursos da venda da Celg, o governo embasa o documento creditando o aumento do rombo "ao volume de
investimentos realizados por meio do Programa Goiás na Frente".

Reconhece que superdimensionou a receita primária em R$ 489 milhões, e aumentou em R$ 115 milhões as operações de crédito, "que saltou de 400 milhões para R$ 515 milhões".

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias