Goiânia, tera, 12 de dezembro de 2017
29/11/17 2995 visualizações

Não fosse perdão à JBS, Estado teria R$ 800 milhões para investir





De um total devido superior a R$ 1,5 bilhão, o grupo Friboi pagou parceladamente apenas R$ 300 milhões e teve um perdão total superior a R$ 1,2 bilhão.

Se não fosse a generosidade da gestão Marconi/Eliton, Goiás teria um superávit de R$ 80 mi ao invés de déficit de R$ 1,15 bi, conforme assume o próprio governo em lei enviado à Assembleia Legislativa.

O descontrole das finanças do Estado ocorre às vésperas da eleição e conta com a omissão da gestão em relaçaõ ao fracasso das medidas para estancar o prejuízo fiscal do Estado.

No último dia 20, a coluna Giro, do jornal O Popular, revelou que o tucano aumentou em R$ 8,8 milhões a verba para o Fundo Especial de Comunicação, nome chique usado para disfarçar o saco sem fundo que é o montante gasto pelo governo para divulgar obras que não vão sair do papel.

O mais absurdo é de onde vai sair o dinheiro. Segundo a nota publicada na coluna, o recurso seria usado para promover excelência no atendimento ao cidadão que usa os serviços do Detran, além de dar apoio administrativo ao órgão.

Resumindo, Marconi vai usar o dinheiro que beneficiaria o cidadão para espalhar placas de publicidade por todo o Estado. 

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias