Goiânia, tera, 12 de dezembro de 2017
04/12/17 1582 visualizações

Clima ruim: insatisfeitos, deputados não votam projetos de Marconi





O clima não anda nada bom dentro da base aliada do governador Marconi Perillo (PSDB). Na Assembleia Legislativa, por exemplo, os deputados governistas estão em uma “operação tartaruga” e, no último mês, aprovaram apenas sete dos 24 projetos enviados pelo governo para a Casa. O motivo da rebelião, segundo o jornal O Popular, é o calote em emendas parlamentares e o desgaste sofrido durante o ano pelos aliados do tucano.

Um dos projetos que mais causa desgaste entre os deputados da base é o de privatizar rodovias estaduais. Determinado a fazer um saldão a preço de banana dos bens públicos, Marconi enviou o projeto para a Assembleia há dois meses, mas ele segue parado.

Os deputados da base têm medo do desgaste provocado pelo pedágio em ano eleitoral, pois há casos de praças de pedágios a menos de 60 quilômetros uma da outra. Quem tem base eleitoral no interior já deve estar ouvindo reclamações mais do que justas, afinal o pedágio só vai encarecer o transporte e, conhecendo as negociações envolvendo Marconi, não haverá nenhum tipo de melhoria com a privatização.

Três deputados estão entre os mais rebeldes: Henrique Arantes (PTB), Cláudio Meirelles (PR) e Daniel Messac (PSDB). No caso do petebista, há ainda o agravante de que a sigla luta por uma vaga na chapa majoritária, o que aumenta ainda mais a pressão sobre Marconi.

Líder do Governo na Assembleia, Francisco de Oliveira (PSDB) faz de conta que está tudo bem e disse que foi o excesso de feriados que travou a pauta do governo na Assembleia.  Por via das dúvidas, o tucano garantiu que ainda nesse ano ainda serão liberados R$ 1,5 milhão de emendas para a saúde e R$ 1 milhão para a educação.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias