Goiânia, quarta, 21 de fevereiro de 2018
09/02/18 509 visualizações

Prometido em 2012, Marconi entrega presídio de Formosa com atraso





Seis anos. Esse foi o tempo que o governador Marconi Perillo (PSDB) levou para entregar o presídio de Formosa, mostrando mais uma vez que o agravamento da crise prisional no Estado ocorreu pela péssima gestão do tucano.

Basta olhar a situação das outras duas unidades prisionais de Formosa, que não tem condições mínimas de abrigar detentos. Em janeiro deste ano, por exemplo, o MP-GO pediu a interdição do presídio por falta de condições mínimas de infraestrutura e superlotação. Construído para abrigar 63 detentos, o presídio abrigava, na época, 169 presos.

No relatório do MP-GO, o antigo presídio foi comparado a “calabouços e masmorras da idade medieval”. Aí que mora a responsabilidade de Marconi, do vice José Eliton (PSDB) e dos secretários de segurança pública que passaram pela pasta nos últimos anos.

A situação só chegou nesse ponto justamente porque a nova unidade prisional demorou absurdos seis anos para ficar pronta, sendo que claramente era uma obra de urgência.

Mesmo diante disso, Marconi e Eliton ainda tem coragem de fazer festa para a inauguração do presídio, chamando até a presidente do CNJ, Cármen Lúcia, para participar.  O que eles não contam é que, o presídio de Anápolis, que serviu de molde para o de Formosa, ainda nem foi inaugurado e já apresenta problemas.

Mais uma vez, a omissão e a incompetência de Marconi e Eliton deixam o Estado nas mãos dos bandidos.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias