Goiânia, quinta, 24 de maio de 2018
05/05/18 3091 visualizações

STJ manda prender Carlinhos Cachoeira, amigo de Marconi



Reprodução

O fim de semana será amargo para o contraventor Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, amigo do ex-governador Marconi Perillo (PSDB). É que nesta sexta-feira, 4, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Nefi Cordeiro, determinou sua prisão para o início do cumprimento de pena de oito anos, em regime fechado, a que ele foi condenado pelo crime de fraude em licitação.

A decisão foi motivada pelo pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para execução imediata da condenação após o fim dos recursos na segunda instância.

Em 2012, a divulgação de áudios da Operação Monte Carlo - que mostravam a estreita relação entre o então governador de Goiás e o bicheiro - abalaram a política goiana.

A condenação está relacionada com o caso que foi investigado na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Bingos, em 2004, que apurou o uso de casas de bingo para lavagem de dinheiro. Na época, o então assessor da Casa Civil da Presidência da República Waldomiro Diniz foi exonerado do cargo após divulgação de uma fita de vídeo em que aparecia pedindo propina a Cachoeira.

Diniz foi também acusado de favorecer Cachoeira quando era diretor da Loterj, em 2001 e 2002, e de ter influenciado a renovação de contrato da empresa de tecnologia Gtech com a Caixa Econômica Federal em 2003, quando já trabalhava na Casa Civil.

(Com informações da Agência Brasil)

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias