Goiânia, sexta, 20 de julho de 2018
06/07/18 389 visualizações

Detento que matou estudante descumpriu horários 58 vezes



Reprodução / TV Anhanguera

O detento Paulo Vitor Ferreira, que estava no regime aberto e usava tornozeleira eletrônica, descumpriu os horários que deveria seguir à risca 58 vezes de março a junho deste ano, de acordo com informações obtidas pela TV Anhanguera. Ele foi preso na última segunda-feira dois dias depois de atirar o matar o universitário Renan Gouvêa, 23 anos, quando o rapaz chegava a uma festa familiar, em Aparecida de Goiânia.

Paulo não poderia sair de casa entre as oito da noite e as seis da manhã. Mas em março descumpriu a rega quatro vezes. Entre abril e maio foram 32 saídas indevidas. Em junho, ele chegou a ficar uma noite inteira fora de casa e não cumpriu o horário 22 vezes. Em uma delas, acabou roubando o carro, assassinando o jovem e ferindo sua namorada, que ficou em estado de choque após o crime.

O Ministério Público de Goiás (MP/GO) vai pedir à Polícia Civil que investigue se outros crimes foram cometidos por Paulo Vitor.

Muitas questões ficam desse episódio: quantos crimes esse rapaz realizou nesse período no regime aberto? Por que a segurança pública de Goiás não tomou providências para que ele voltasse à prisão? Quantos Paulos usam tornozeleiras e estão à solta em Goiás cometendo crimes e tirando vidas de inocentes?

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias