Goiânia, sexta, 20 de julho de 2018
11/07/18 2534 visualizações

José Eliton 'presenteia' professores com pai de Thiago Peixoto





O governador José Eliton (PSDB) não se ajuda. Presenteou os professores e servidores da educação com o pai do pior secretário da história da Educação, Thiago Peixoto (PSD). 

Flávio Peixoto assume a pasta e terá o filho como maior conselheiro. Thiago carrega consigo a fama de traidor e o título de inimigo número um da educação; veja: quando secretário, já no primeiro ano, 2011, do terceiro mandato do governador Marconi Perillo (PSDB), Thiago feriu de morte a carreira dos processores. O docente Nível P-III , com curso Superior, perdeu os 30% de gratificação de Titularidade, causando prejuízo de, em média, de R$ 2 mil reais por profissional.

Além disso, acabou com a gratificação de Titularidade e incorporou ao vencimento para dizer que pagava o Piso Nacional. Antes do inimigo da educação, a gratificação de Titularidade permitia que o professor que possuísse até 1080 horas em cursos um acréscimo de 30% no salário, com mestrado, 40% e com doutorado, 50%.

Derrubou o Plano de Carreira de 51,5% para 38%, no percentual entre professor Nível P-I (ensino médio) e o Nível P-III (ensino superior). A medida desmotivou e desvalorizou a qualificação do professor. Virou inimigo número um do Magistério, ao nunca cumprir a promessas de corrigir as injustiças do quadro transitório.

Em sua gestão, a educação em Goiás entrou em colapso, com greves, ocupações e escolas sucateadas, coloando em risco estudantes e professores. A falta de condições de trabalho foi a regra na gestão retrógrada de Thiago Peixoto. 

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias