Goiânia, domingo, 19 de agosto de 2018
17/07/18 2692 visualizações

Marconi paga mico tentando acordo entre Enel e Loterias Caixa





O ex-governador Marconi Perillo (PSDB) pagou um micão ao tentar mediar um acordo entre as direções regionais da Enel Distribuidora (antiga Celg D) e da Caixa Econômica Federal. Marconi tentou fazer média e salvar a população que ficará sem as lotéricas para pagar as contas mas as tratativas floparam. 

O diretor presidente da Enel Abel Rochinha, recebeu da superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Marise Fernandes, nova proposta tarifária, que foi negada pela ex-estatal em menos de 24 horas. 

Na sexta-feira, Marconi atuou para intermediar a realização de uma reunião Rochinha Marise Fernandes, com o objetivo de garantir a manutenção do contrato entre a companhia energética e o banco que permite o pagamento, sem custo adicional, das contas de luz em agências lotéricas.

"Estou trabalhando pelo entendimento entre a distribuidora e o banco em consideração ao interesse do consumidor goiano. O objetivo é encontrarmos um consenso para que o consumidor não seja prejudicado com tarifas altas ou com a falta dos pontos lotéricos", disse Marconi.

Se a empresa ainda fosse dos goianos tal medida não seria necessário, pois o interesse público prevaleceria. Hoje o econômico é mais importante na visão da Enel, que comunicou o fim do contrato com a Caixa por meio do qual os clientes da distribuidora podem efetuar, sem custos, o pagamento das contas de luz nas agências lotéricas da Caixa.

Com o fim da parceria, a partir de 15 de agosto, o consumidor terá de pagar R$ 2,80 por fatura para quitar a conta de luz nas lotéricas.

Mande pra gente, via Whatsapp, denúncias, textos, vídeos e fotos sobre a realidade do Estado de Goiás. Whatsapp do Goiás Real: (62) 8453 6115. Vamos preservar sua identidade, se for do seu interesse.

Outras notícias

+ veja mais notícias