CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
QUINTA-FEIRA, 26 DE NOVEMBRO DE 2020
ULTIMA NOTÍCIA:
Glaustin defende ao governo federal renovação e fortalecimento do Fundeb
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Esportes
  Esportes
 
30% das ações do Milan poderão ser vendidas á grupo Chinês
Data Publicação:26/02/2015

O conglomerado empresarial chinês Dalian Wanda Group, do magnata Wang Jianlin, deseja comprar 30% das ações do Milan, segundo informou nesta quinta-feira a imprensa chinesa, um mês depois de o mesmo grupo adquirir 20% das ações do Atlético de Madrid. O jornal oficial "China Daily" afirma que o grupo, líder nacional em setores como construção e distribuição cinematográfica, oferecerá US$ 170 milhões (R$ 486,9 milhões) para ter quase um terço do clube rossonero, informação que também repercutiu na imprensa italiana.

A divisão imobiliária do conglomerado chinês também tem interesse em participar das obras do novo estádio da equipe, que deverá ser no distrito de Portello, em Milão. Segundo a imprensa italiana, outro candidato asiático a entrar no grupo de acionistas do Milan é o investidor tailandês Bee Taechaubol, também dono de um império imobiliário em seu país.

No entanto, o presidente do clube italiano, Silvio Berlusconi, parece mais inclinado a aceitar a oferta chinesa, visto que Wanda inclui na proposta a participação na construção do novo estádio.

Em 21 de janeiro, Wang Jianlin adquiriu 20% das ações do Atlético de Madrid por 45 milhões de euros (R$ 136 milhões), em acordo assinado em Pequim junto ao presidente do clube, Enrique Cerezo, e ao diretor-executivo, Miguel Ángel Gil Marín.

Poucas semanas depois, Wanda anunciou a compra da empresa suíça Infront, uma das maiores do mundo de direitos esportivos, por 1,05 bilhão de euros (R$ 3,41 bilhões), mais um passo na construção do que o "China Daily" classifica como "um império do esporte na Europa". 




Fonte:R7



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Prazo de Blackstar vence no Palmeiras, empresa dá ultimato ao clube e dispara na Crefisa
- Diretor do Corinthians analisa dívida da Arena: Na pior das hipóteses, R$ 650 milhões
- Tite não gostaria de encontro com Bolsonaro
- Adoração e crítica a Bolsonaro convivem em frente ao estádio do Palmeiras
- Flamengo sofre virada do Atlético-PR e termina o ano sob vaias da torcida
- Conmebol multa River Plate e confirma final da Libertadores para Madri
- Felipão recebeu oferta de cinco anos para treinar Colômbia
- Dirigente do Sport chama Jardine de estagiário: “Nem sei o nome”
- Palmeiras vence Vasco e conquista décimo título nacional
- Nudez de Ezequiel Garay e mulher em foto bomba nas redes sociais
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Goias Real - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2020.